We Are Braveman
Conheci a Braveman quando estava desesperado procurando uma carteira pra comprar, mas queria uma que unisse design com qualidade. Entrei numa lista pra compra e esperei mais de 1 mês até que o site de compras estivesse 100% pronto.
Quando minha Single Pocket chegou fiquei muito feliz com a experiência de compra. Os caras tinham pensado em todos os detalhes e me surpreendeu em todos eles.
Então entrei em contato pra fazermos uma entrevista pro ALL MIXED. Como já falei por aqui, existimos para divulgar marcas brasileiras independentes e que não perdem nada para as gringas (pelo contrário, são melhores).
Lhes apresento,
A Braveman:
1W5C0239
– Como a Braveman foi criada?
A Braveman começou formalmente em Outubro de 2013. Mas a história começou de fato no início de 2013, quando o Will fez a primeira versão da nossa carteira de bolso único após sentir a necessidade de comprar uma carteira nova, que fosse compacta para levar o básico que precisava no dia a dia e que tivesse personalidade e uma apresentação diferente do que estava acostumado. Estudando, resolveu colocar a mão na massa e fazer a carteira com o próprio punho. Chegou em algo bruto nessa primeira versão, mas que de certa forma funcionava.
 

Alguns amigos próximos pediam para ele fazer uma carteira para eles, mas até então desconversava. Fazer a própria carteira foi juntar a necessidade com a vontade de aprender algo novo.

Um tempo depois, por volta de setembro/outubro de 2013, nos juntamos em uma conversa informal, tomando umas cervejas, e vi que era um produto legal, totalmente diferenciado pelo fato da produção ser totalmente manual

e por carregar valores contrários à produção industrial banalizada. Assim, resumidamente, viramos sócios.A partir daí, sentamos e começamos a estudar bastante sobre as técnicas da confecção inteiramente manuais, viramos noites e mais noites. Aproveitando uma oportunidade, cheguei a fazer um mini curso nos EUA para adquirir um conhecimento mais bacana (até então revirávamos conteúdos online) sobre ferramentas e técnicas de manuseio do couro.

Assim, após alguns meses e uma paixão por aquilo que estávamos começando, amigos começaram a usar os protótipos que fazíamos e assim validamos a ideia da nossa versão dessa Single Pocket. Ela deveria comportar o que queríamos: o básico: algum dinheiro, cartões bancários, alguns cartões de visita e, claro, CNH.
Após essa etapa, desenvolvemos a identidade e espírito da marca, coisas que fazem totalmente parte do nosso universo, das coisas que gostamos e acreditamos.
Em abril de 2014 lançamos a marca contando com a ajuda de muitos amigos, de ilustrador a fotógrafo.
1W5C0022 1W5C0129
– E o que a Braveman tem de diferente de outras carteiras?
Carteira é um dos acessórios mais comuns e simples que carregamos conosco diariamente. Se for ver, antigamente, quando um cavaleiro saía para alguma missão, uma batalha, ou qualquer outro motivo que o fizesse se afastar, ele levava seus principais pertences enrolados em um pedaço de couro.
A Braveman ‘carrega’ muito desse princípio, levar o que é essencial. Mas não somente isso, entregamos uma carteira inteiramente feita à mão. A nossa ideia é preservar técnicas antigas de manuseio e confecção de artigos em couro. Cortamos manualmente uma a uma, sem a utilização de balancim ou corte a laser. Assim, a partir do corte, carimbamos a nossa e costuramos também à mão. Acreditamos que dessa forma cada carteira carregará uma história e características únicas. Além disso, nossos clientes muitas vezes entendem que a baixa escala de produção torna o produto com mais valor e o consumo menos ‘frio’, diferentemente da produção industrial. Trabalhamos também com carteiras com unidades limitadas, como no caso da Medium Roast e Don Vito, séries já esgotadas e que tiveram, respectivamente, 40 e 99 unidades produzidas.
1W5C0180 1W5C0311
– Vocês já lançaram 4 cores da Single Pocket, como é o processo  da escolha de cores novas? Tem haver com o momento que vocês estão vivendo ou gosto pessoal?
Sim, já laçamos 4 cores, a Brown Ale, a Medium Roast, Don Vito e recentemente a Old Indian.
As referências diárias iluminam algumas ideias, então juntamos referências, muitas não são nem produtos em couro ou mesmo vestuário, mas se a composição das cores é interessante,  sentamos com amigos e discutimos se aquela pode ser uma cor interessante.
Temos o apoio também do nosso fornecedor de couro, então passamos muito tempo em seu espaço garimpando e tentando achar materiais que vão de encontro com as composições que imaginamos.
1W5C9693 1W5C9521
– E sobre as campanhas? Quem desenvolve? Como elas são criadas?
 
As coisas seguem uma ordem natural. A campanha da Brown Ale, série de lançamento da Braveman, foi bem espontânea. Como era nosso lançamento, procuramos mostrar quem somos e como trabalhamos as single pockets. O Diego Bresani, fotógrafo, teve a sensibilidade de captar o que queríamos e clicar muito bem características do processo.
Temos a ajuda de muitos amigos no brainstorm das campanhas. Quando temos uma carteira nova, ainda no forno, sentamos com os amigos e começamos a caçar inspirações para a campanha, mas sempre abordando um tema que faz sentido com o que a gente se identifica.
1W5C9743 1W5C9768
– Como é conciliar a Braveman com outros trabalhos?
 
No início, entre 2013 e o meio de 2014, a Braveman não era o nosso principal trabalho. Era uma correria muito grande. Religiosamente virávamos noites, sempre às terças e quintas para fazermos as nossas criações. Hoje em dia já estamos migrando mais para estar 100% focado na empresa. De uma forma natural, sentimos o retorno das pessoas ao longo desse tempo, o que está validando e mostrando que podemos viver da Braveman.
 
– Em tão pouco tempo de marca, vocês já tem uma produção quase ininterrupta, além de vender para o mundo todo, fala aí um pouco sobre isso.
 
Isso é algo que nos deixa imensamente felizes. Criamos essa marca sem intenção nenhuma de vender e ser agressivos nisso. Digo, claro que queríamos que desse certo e que trouxesse retorno financeiro, mas sempre tivemos em mente que trabalhar com algo que nos dá prazer e executar de forma exemplar, o retorno virá de forma natural. Colocamos um pouco, crescemos um pouco. Assim, temos uma visão mais fina sobre o negócio e conseguimos dar passos mais sólidos. Muita gente começa um trabalho já pensando nas cifras. Nós começamos a Braveman pensando em executar um bom trabalho, fornecer uma experiência de consumo diferente, e cremos fielmente que essa é a chave para o sucesso do business e, principalmente, pessoal.
Como consequência, fizemos vendas legais para Brasília e Brasil, conseguindo até vendas para Irlanda, Portugal, Suíça, EUA e Japão.
1W5C9797 1W5C9885
– Sei que vocês querem lançar novos produtos além das carteiras, pode contar um pouco sobre?
 
Temos esse planejamento sim. Em 2015 planejamos expandir o leque de produtos. Estamos já em fase de testes para que alguns virem realidade.
– Considerações Finais?
 
Primeiramente, gostaríamos de agradecer pelo convite e por acreditar em nosso projeto. Desde o início apoiaram a Braveman e sempre de forma muito orgânica. Isso é muito legal.
Gostaríamos de agradecer, de coração, aos nossos grandes amigos que acreditam no projeto e nos dão muita força: Lucas Malta, Diego Bresani, Matheus Pena, Paulo Rocker, Alexandre Perotto, Matheus Bessa, Leon Rodrigues, Eduardo Talley, entre muitos outros.
Nós somos a Braveman.
1W5C9948
Valeu Felipe/Will pela entrevista e por estarem desenvolvendo um produto animal! Que se tornou minha carteira oficial e que não trocarei a Braveman por outra. Stay True!
Obrigado Matheus Pena por ceder as fotos para o ALL MIXED.
Espero que gostem! Repassem! E fiquem ligados nas redes deles e nos próximos lançamentos!
Valeu!
Bruno.
DISTINTOS X ALL MIXED
Felipe Liwuan

2 Comments

    • allmixed

      Valeu!

      Bruno.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.